Syngenta encerra Show Rural com inovações tecnológicas para a agricultura

O espaço da agricultura digital e o centro de tecnologia trouxeram lançamentos exclusivos para esta edição da feira, que aconteceu em Cascavel

18/02/2020 13:55:15

Atualizado:

21/02/2020 15:43:12

O Show Rural 2020, realizado em Cascavel, região oeste do Paraná, reuniu 298 mil pessoas nos cinco dias de feira, um público recorde, segundo a organização do evento.  Ao todo foram contabilizados R$2,5 bilhões de reais em negócios. Em um só local, produtores rurais, técnicos e profissionais ligados ao setor ficaram por dentro das principais novidades de produtos, equipamentos, insumos, maquinários e tecnologias que devem fazer parte do cotidiano do agricultor já nas próximas safras. 

Criado há 32 anos pela Coopavel - Cooperativa Agroindustrial de Cascavel - o Show Rural tem por principal objetivo promover um espaço para o produtor rural se inteirar das principais novidades do setor. Além de stands de produtos e serviços e área de campo experimental, foram organizados fóruns de debates que abordaram temas sobre o mercado, o comércio internacional, novas formas de cooperativismos e a tecnologia da informação na agricultura. É o momento para o agricultor aprender mais ainda sobre a atividade. 

A feira foi realizada em uma das principais regiões de produção de grãos do Brasil. Somente Cascavel deve colher na safra de soja 2019/2020 em torno de 1,8 milhão de toneladas e, para no milho, 1,6 milhão de toneladas. A produção de grãos em escala comercial é o carro chefe da agricultura na região e atende o mercado interno da cadeia de proteína e, também, a demanda do mercado mundial. Por isso, novas técnicas, novos manejos e novas sementes melhoradas de grãos estão entre as principais questões do universo do produtor paranaense. 

O Show Rural está entre as principais feiras do calendário do agronegócio brasileiro e tem como propósito levar ferramentas que possam trazer mais eficiência para a atividade do agricultor, do plantio à colheita. O evento abordou, especialmente, produtos e serviços focados para as culturas da soja, milho e trigo, que são os principais cultivos do estado.

A agricultura 4.0, um sistema que interliga objetos a redes de programas, foi o tema mais abordado durante todo o evento. Uma maratona “Hackathon”, quando programadores se reúnem para um desafio, foi uma das maiores atrações da feira. Durante a maratona, os desafios lançados eram para buscar soluções inovadoras a serem empregadas no dia a dia do agricultor, visando a sustentabilidade do negócio. 

O Show Rural trouxe para o debate a nova forma de gestão da propriedade e condução da lavoura que está surgindo com a chegada da agricultura digital. A mudança já está tão presente que foi a escolha para o tema principal da feira. Em todos os cantos do Show Rural, os produtores rurais eram levados a refletir sobre o tema: “Reinvente sua vida no campo”, uma proposta para o produtor rural fazer uma reflexão sobre os novos tempos. 

Diante de tanta mudança, a Syngenta - como líder global na área de tecnologias agrícolas -  levou para a edição 2020 do Show Rural toda uma estrutura que englobou desde o campo experimental, com variedades adaptadas aos mais diversos ambientes, um stand que  funcionou como um centro de tecnologia e, ainda, participou no pavilhão da agricultura 4.0, com aplicativos digitais que auxiliam o produtor na gestão da propriedade, serviços digitais elaborados pela Strider, agtech adquirida pela Syngenta em 2018. 

Syngenta e agricultura digital

A agricultura 4.0 tem como um dos pilares gerar por meio de sistemas programados dados que possam trazer melhor controle da produção, com a perspectiva de reduzir custo e deixar a atividade rural sustentável. A Syngenta incansavelmente busca desenvolver  tecnologias que estão de acordo com esse novo caminho que a agricultura está tomando.  
No stand da Syngenta do Show Rural, uma equipe especializada mostrou ao produtor rural todas as soluções digitais que a Strider, empresa do grupo, vem desenvolvendo para fazer a diferença na gestão da propriedade. 

As soluções desenvolvidas ajudam, principalmente, o produtor na tomada de decisões rápidas e estratégicas, que possam diminuir o risco da gestão. “O grande diferencial da plataforma digital da Strider é que permite ao agricultor avaliar a lavoura e os talhões de forma rápida e prática, auxiliando na agilidade e apuração das decisões de maneira mais assertiva.”, explica Hermeson Lubian, agrônomo de Desenvolvimento Técnico de Mercado da Syngenta Oeste do Paraná e Paraguai. 

“A tecnologia tem impacto direto na organização do planejamento porque auxilia para identificar o momento exato, por exemplo, de realizar uma aplicação de um produto na plantação.”, comenta Hemerson Lubian.  

A Agricultura Digital e Internet das Coisas foram temas debatidos em painéis e palestras que abordaram as transformações que a revolução digital está trazendo para o campo. Os objetos do cotidiano rural, conectados a uma rede de dados, proporcionam ao produtor saber quais foram as melhores decisões tomadas e, a partir daí, com base nos dados gerados da sua propriedade, ter em mãos informações precisas que determinarão o passo a ser dado na gestão da plantação em tempo real. 

O Centro de Tecnologia da Syngenta

A Syngenta, que acompanha o agricultor em toda sua safra, transformou parte de seu stand no Show Rural em um centro de tecnologia. O espaço foi idealizado para mostrar ao produtor o que está sendo desenvolvido pela empresa e toda a tecnologia empregada nos produtos.

Em parte da experiência do centro de tecnologia, o produtor pôde participar de palestras para entender de assuntos como tratamento de sementes industrial e a importância deste processo antes de realizar a semeadura. Por meio de dinâmicas práticas, os especialistas agrônomos da Syngenta explicaram como é feito este tratamento e seus benefícios de maneira muito simples e, com exemplos, mostraram que cada semente é revestida corretamente com defensivos, trazendo a segurança que cada semente estará protegida e se desenvolverá numa planta produtiva.

O produtor pôde observar e comparar a diferença entre as sementes tratadas industrialmente com as que não receberam esse tipo de proteção. A Syngenta oferece ampla proteção das sementes para todos os cultivos, como soja, milho, algodão, trigo, feijão e arroz. 

A combinação de Produtos Inovadores, Aplicação de Qualidade e Serviços Robustos faz do Seedcare Syngenta o parceiro ideal para trazer segurança e qualidade para o produtor, que permitirá explorar todo o potencial produtivo de sua lavoura fazendo uso de uma alta tecnologia.

O ambiente do centro de tecnologia trouxe ainda um espaço com equipamentos de alta resolução, onde o agricultor pôde observar os danos causados por fungos na folhas, e uma área com lâminas mostrando a propagação de fungos e os diversos controles que são feitos para conter o avanço,  apresentando dados e amostras de plantas com o uso dos produtos da Syngenta.

Um outro fator bastante temido pelo produtor é a presença de percevejos na lavoura. No centro de tecnologia, o agricultor pode observar o comportamento dos principais percevejos como: o percevejo marrom (Euschistus heres), percevejo Edessa (Edessa metitabunda) e o percevejo verde (Nezara viridula), e obter orientações em relação às melhores práticas de manejo para a prevenção e controle da presença deles em cada fase do ciclo da soja. 

O campo experimental

No âmbito das sementes, a Syngenta relançou as sementes de soja e milho da marca NK no Brasil nessa edição do Show Rural, faz parte da meta da Syngenta ser a empresa destaque em sementes na América Latina até 2028. A marca chega novamente no mercado revitalizada e levando em consideração as necessidades da região. Nesse sentido, a Syngenta mostrou, no campo experimental, as variedades de soja e milho de ciclos adaptados às especificidades da região.    

Um destaque foi o lançamento da Cultivar de Soja NK 6201 PRO,que tem ciclo adaptado ao oeste do Paraná e que traz produtividade e estabilidade nos mais diversos ambientes. No milho, o produtor acompanhou o desempenho da variedade NK 505 VIP3, lançada para a safrinha e que traz maior potencial produtivo na abertura da janela de semeadura, também no campo experimental. 

“Em relação à safrinha de milho, por exemplo, mostramos no campo experimental os resultados obtidos com a NK 422 VIP3, que mostrou alto potencial produtivo na abertura e a NK 488 VIP3, que traz super precocidade e estabilidade na safrinha, que já podem ser utilizadas agora pelo produtor“, contou  Hemerson Lubian - agrônomo de Desenvolvimento Técnico de Mercado da Syngenta Oeste do Paraná e Paraguai. “Além disso, o produtor que visitou a área de campo acompanhou também o desempenho dos nossos produtos usados durante o ciclo das plantações como toda nossa linha de fungicidas e o herbicida Calaris, um dos produtos mais inovadores do mercado no combate às ervas daninhas para o milho.” explicou  Hemerson Lubian.

O herbicida Calaris é um produto desenvolvido pela Syngenta que inova na formulação porque combina a mesotriona e atrazina, além de ter  uma performance de alta eficiência com menor quantidade de produto na aplicação. 

Na área experimental, o agricultor acompanhou e tirou as dúvidas do uso do Calaris no combate às ervas daninhas do milho. Além de conseguir eficiência de 100% no combate às principais daninhas como o capim-amargoso, capim-colchão, capim-pé-de-galinha, soja tiguera, picão-preto e caruru, com uso de apenas um litro do produto por hectare, os especialistas deram detalhes das especificidades do manejo do Calaris para obter o maior potencial do produto. 

O Calaris é indicado para o uso no pós-emergência e pode ser aplicado de forma isolada ou em parceria com outros herbicidas, tem alto impacto no combate se for utilizado no estágio inicial de desenvolvimento das ervas daninhas, quando ainda estão com 2 a 4 folhas. No campo da Syngenta, o agricultor observou o efeito do Calaris sobre plantas invasoras do milho. 

Os especialistas agrônomos da Syngenta apresentaram o potencial do Calaris, que é uma das maiores inovações no que se refere ao combate das ervas daninhas do milho. Os produtores acompanharam as orientações sobre os detalhes do manejo que devem ser seguidos e considerados na hora do uso do produto no campo, visando o desenvolvimento da agricultura no país de maneira sustentável.

O problema do controle das ervas daninhas é uma das preocupações dos produtores de milho. Os pesquisadores da Embrapa Milho e Sorgo fizeram um levantamento que demonstra o dano econômico por causa do manejo insatisfatório que vem ocorrendo nas últimas safras para combater as ervas daninhas. De acordo com o documento, o impacto econômico pode chegar a R$9 bilhões de reais. 

A pesquisa relaciona a dificuldade do produtor para o controle da daninhas no milho por causa do uso prolongado dos mesmos produtos disponíveis no mercado. As plantas invasoras criaram resistência e o combate vem se tornando mais difícil a cada safra. O milho é uma importante commodity para o país. Para a safra 2019/2020, o país deve colher em torno de 97,5 milhões de toneladas em 2019/2020, sendo parte destinada ao mercado mundial. 

Acessa Agro - plataforma de benefícios

Na edição de 2020, além de todos os produtos apresentados para auxiliar o desenvolvimento da agricultura na propriedade do agricultor, a Syngenta trouxe também uma novidade na forma do relacionamento entre a empresa e o produtor rural. 

O Acessa Agro é uma plataforma de benefícios que disponibiliza ferramentas e ofertas para suportar o produtor em todos os momentos de decisão.

 O Acessa Agro engloba conteúdos de interesse do agricultor, que podem ajudá-lo nos desafios da lida diária do campo como: serviços e cursos técnicos, consultorias, capacitações, equipamentos e até viagens técnicas. A troca pela recompensa tem por principal objetivo ajudar o agricultor a tornar a atividade mais próspera. ,

A 32ª edição do Show Rural promoveu uma verdadeira mudança nos paradigmas do jeito de produzir do agricultor brasileiro, e a Syngenta estava presente em cada uma destas novas áreas de pesquisas e inovações que estão surgindo. A Syngenta trouxe até o agricultor as mais novas tecnologias e soluções da área digital, do portfólio de sementes e defensivos, que foram criados após muitas pesquisas, estudos e testes que proporcionam altos desempenhos e produtividades para as lavouras brasileiras. 

A próxima edição do Show Rural já tem data marcada: será de 01 a 05 de fevereiro de 2021, e a Syngenta estará lá com mais novidades e soluções para a agricultura do Brasil. Então até o próximo ano, produtor rural.

Syngenta e você conectados dentro e fora do campo!

 

LEIA MAIS

NOTÍCIAS

Vários temas são fundamentais para a manutenção da produtividade agrícola. Entre eles, o manejo de pragas, doenças e daninhas e a eficiência de produtos. O Portal Syngenta prepara, constantemente, conteúdos jornalísticos realizados a partir de fontes de informação como engenheiros agrônomos e produtores rurais. Veja ao lado uma seleção dessas reportagens. Boa navegação!