Saiba como ter uma florada bonita e um cafezal produtivo

A fase de abertura das flores é a mais bela do ciclo do café, mas para maior produtividade e sanidade da cultura, o produtor deve investir em ações preventivas para ter frutos de maior qualidade

14/10/2020 01:12:42

Atualizado:

15/10/2020 19:32:37

Mancha de phoma está entre doenças que podem comprometer a produtividade do café

A florada do café é, sem dúvida, a fase mais bela e fascinante de toda a lavoura. Após o período de estresse climático, em que o campo passa por muita estiagem, frio, poeira e vento, é chegada a época das chuvas, em que os cafeeiros se enchem de flores brancas.

No Brasil, as condições climáticas são bem definidas: inverno seco e primavera/verão chuvosos. Isso geralmente resulta em uma única e grande florada bem definida nos cafezais, o que indica que a maturação deve ocorrer de maneira mais uniforme e com uma colheita mais fácil, além de conseguir um grão de melhor qualidade.

Mas para ter uma florada sempre bonita e um cafezal produtivo e rentável, não basta contar apenas com os fatores climáticos, o cafeicultor precisa seguir alguns cuidados, como:

  1. nutrir a lavoura de forma equilibrada antes da florada, pois todos os nutrientes são importantes para o processo, com destaque para o cálcio e o boro. Essas substâncias precisam estar dentro da planta para que ela se desenvolva saudável e
  2. manter as folhas sempre sadias e com o controle eficaz das doenças do café, como a mancha-de-phoma (Phoma costaricensis), considerada uma ameaça para a produtividade. Para isso, é necessário realizar pulverizações foliares pré e pós-florada com fungicidas preventivos e curativos e nas doses ideais.

Acesse o link e confira as peculiaridades sobre essa bela fase da cafeicultura no episódio Florada, do programa No Pé de Café.

Para o melhor controle das doenças do café, um fungicida sistêmico com atividade predominantemente preventiva, mas também com ação curativa e anti-esporulante, como Priori Top, da Syngenta, é a escolha assertiva para a proteção da lavoura. Atuando na pré e pós-florada, o produto oferece o melhor manejo para o cafezal, com plantas cheias de folhas e flores uniformes.

Confira os três principais diferenciais dessa solução:

  • Flexibilidade - pode ser aplicado em diferentes ciclos da lavoura, o que facilita a rotina do produtor rural;
  • Amplo espectro - um único produto controla as principais doenças do café, entre elas a mancha-de-phoma, a mais temida pelo cafeicultor;
  • Potência - possui uma formulação com dois potentes princípios ativos, o que distribui o produto de forma sistêmica na planta, protegendo-a como um todo.

 

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Doenças do café: entressafra é o momento para prevenção

Controle efetivo da mancha-de-phoma

 

Florada protegida, produtividade garantida

Com isso, Priori Top mantém o teto produtivo da lavoura no período em que o cafeeiro fica mais vulnerável à ação do patógeno. A mancha-de-phoma, por exemplo, pode gerar prejuízos de até 50% no campo, impactando consideravelmente na rentabilidade da safra.

Além de Priori Top, a Syngenta conta com um portfólio completo de produtos para que a lavoura receba os cuidados necessários o ano inteiro e resulte em cafeeiros floridos, produtivos e rentáveis.

Syngenta e você: conectados dentro e fora do campo.

LEIA MAIS

NOTÍCIAS

Vários temas são fundamentais para a manutenção da produtividade agrícola. Entre eles, o manejo de pragas, doenças e daninhas e a eficiência de produtos. O Portal Syngenta prepara, constantemente, conteúdos jornalísticos realizados a partir de fontes de informação como engenheiros agrônomos e produtores rurais. Veja ao lado uma seleção dessas reportagens. Boa navegação!