Percevejos: o que você precisa saber para acabar com eles

Com o fim do vazio sanitário e o início da safra 20/21, estas pragas podem atacar a lavoura, causando grandes perdas para o sojicultor; saia na frente e proteja sua produtividade com um inseticida com performance superior e amplo espectro de controle

21/09/2020 13:23:47

Atualizado:

22/09/2020 17:58:13

Percevejos podem atacar a lavoura, causando grandes perdas para o sojicultor

Os bons índices da safra 19/20 de soja, com a alta do dólar e valorização do câmbio, não param de render resultados positivos nas exportações. De acordo com dados divulgados pela Secex (Secretaria de Comércio Exterior) na conjuntura semanal apresentada pela Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), no mês de agosto as exportações fecharam em 6,23 milhões de toneladas, um número 30,47% maior comparado a julho de 2019.

Além disso, o índice acumulado do ano chega a 75,10 milhões de toneladas de soja em grãos exportados contra 56,17 milhões de toneladas no mesmo período em 2019, um expressivo aumento de de 34%. Entre janeiro e agosto deste ano, as exportações já são 16,4% maiores em comparação a 2018.

Dados como estes comprovam como a soja consolidou-se como a cultura mais importante para a economia brasileira e elevou o país ao patamar de maior produtor do mundo, superando os Estados Unidos, segundo no ranking em produção de soja. Vários fatores contribuem para a boa fase da oleaginosa no Brasil, especialmente a tecnologia empregada no manejo durante a safra.

Atualmente, os produtores contam com soluções cada vez mais eficazes que auxiliam na melhor produtividade, maior rentabilidade e lavouras cada vez mais saudáveis.

Com o fim do vazio sanitário e o início da safra 20/21 da soja, os agricultores devem ficar atentos às principais pragas que podem atacar as plantas no início do desenvolvimento e comprometer a rentabilidade final da cultura.

Adotar ações para o controle das pragas através do uso de inseticidas é uma opção assertiva para obter bons resultados na qualidade e produtividade.

Entre os insetos que mais causam prejuízos destacam-se os percevejos, em especial o percevejo-marrom, o percevejo-verde-pequeno-da-soja e o percevejo-da-soja, que podem levar a uma perda significativa na qualidade dos grãos e, consequentemente, na rentabilidade da lavoura.

Pensando nisso, a Syngenta desenvolveu uma solução que oferece performance superior na ação de choque e efeito residual prolongado, controlando essas pragas de uma vez por todas: Engeo Pleno S, inseticida sistêmico com a exclusiva Tecnologia Zeon e a melhor opção para proteger a lavoura logo nas primeiras aplicações.

Por que o percevejo é tão prejudicial para a soja?

Com o fim do vazio sanitário, a lavoura está pronta para o plantio da soja e, por isso, o sojicultor deve ficar atento ao aparecimento dos percevejos. Estima-se que o ataque destas pragas possa comprometer em até 30% a produtividade, caso nenhuma medida de ação seja tomada durante o ciclo.

O aparecimento desses insetos é comum nas regiões mais quentes do país e é considerado, também, extremamente crítico no momento da formação das vagens até o enchimento dos grãos.

Praga polífaga, ou seja, que não tem uma preferência alimentar, o que faz com que se alimente de diversas culturas, os percevejos se alimentam dos nutrientes do grão em formação e injetam toxinas nas plantas, prejudicando o seu desenvolvimento com consequências também no enfraquecimento das sementes a serem geradas para a próxima lavoura.

Os cuidados com os percevejos devem ser tomados em todas as fases do seu ciclo de vida, que dura em torno de 50 dias. Observe as principais características de cada etapa:

percevejos-o-que-voce-precisa-saber-para-acabar-com-eles

Os 3 percevejos mais temidos pelos sojicultores

O controle das pragas na lavoura de soja faz parte das ações de manejo do produtor para ter uma área saudável e rentável. No caso dos percevejos, o que mais dificulta o seu controle são os danos que causa, perceptíveis apenas na colheita.

Por isso, o monitoramento semanal nos períodos mais frescos do dia é importante para verificar se o tamanho da população de percevejos será prejudicial à lavoura. Para isso, é realizado o pano de batida, um método de exame eficaz para calcular uma média de percevejos, especialmente o marrom, no campo.

Estende-se o pano entre duas fileiras de soja em vários pontos da lavoura, sacudindo as plantas a ponto dos percevejos caírem sobre o pano. Após a contagem, estima-se o número da população e também a localização em que está o foco para entrar com as ações de controle das pragas.

O uso de uma solução que proporcione o controle dos percevejos logo nas primeiras aplicações, como Engeo Pleno S, também é fundamental. O inseticida sistêmico da Syngenta atua no controle desta praga com efeito de choque e residual sem igual.

percevejos-o-que-voce-precisa-saber-para-acabar-com-eles

Conheça os danos causados por esses percevejos e os resultados obtidos com a aplicação de Engeo Pleno S:

  • Percevejo-da-soja (Nezara viridula) - é uma das pragas que mais trazem prejuízos ao sojicultor e sua forma de ataque se dá a partir das ninfas em 3º ínstar. Elas sugam os nutrientes das vagens em formação se alimentando da parte reprodutiva da soja, causando sérios danos aos grãos e à rentabilidade da lavoura. Engeo Pleno S oferece performance superior no controle de ninfas. A solução da Syngenta proporcionou 85% de controle enquanto outros produtos do mercado não chegaram a 80% de proteção em 7 dias após a aplicação.

percevejos-o-que-voce-precisa-saber-para-acabar-com-eles

  • Percevejo-marrom (Euschistus heros) - Hoje essa espécie de percevejo é muito comum na lavoura e as ninfas de 3º ínstar, já com o aparelho digestivo formado, se alimentam dos grãos da soja sugando a seiva dos ramos e hastes, injetando toxinas que provocam a retenção foliar. É uma grande dor de cabeça para o sojicultor, pois seus prejuízos causam uma grande perda de produtividade.

percevejos-o-que-voce-precisa-saber-para-acabar-com-eles

percevejos-o-que-voce-precisa-saber-para-acabar-com-eles

  • Percevejo-verde-pequeno-da-soja (Piezodorus guildinii) - os impactos na lavoura são observados na germinação e no baixo teor de óleo nas plantas, resultados da ação dos sugadores dessa espécie, que se alimentam dos grãos.

Agora que você conhece os principais danos causados pelos percevejos e os resultados satisfatórios que o uso do inseticida sistêmico da Syngenta proporciona no controle dessas pragas, descubra as vantagens de escolher Engeo Pleno S no manejo da sua lavoura de soja.

Matérias relacionadas:

Percevejos na soja: como combater essa praga na lavoura

A Evolução no Controle dos Percevejos

4 vantagens de Engeo Pleno S para você não precisar contar com a sorte

Quando o assunto é o ataque dos percevejos, não dá para contar com a sorte. Por isso, a escolha de um manejo assertivo é essencial para uma lavoura saudável e produtiva.

Engeo Pleno S é a solução da Syngenta com excelentes resultados no controle dos três principais percevejos da soja. Veja os quatro benefícios para você contar com este produto na sua lavoura:

  1. Tecnologia Zeon: exclusiva tecnologia que, após a aplicação, faz com que as microcápsulas se rompam de forma que o produto fique aderido à planta. Assim, o ingrediente ativo está protegido e libera a formulação de forma controlada,  potencializando o controle e prolongando o efeito residual;
  1. Choque e residual sem igual: por ser um inseticida sistêmico, a solução age no percevejo tanto pela ingestão do produto como pelo contato com o corpo do inseto;
  1.  Eficácia no controle de ninfas e adultos: mortalidade comprovada nesses dois estágios do ciclo de vida dos percevejos e
  1. Melhor opção nas primeiras aplicações: resposta rápida e satisfatória desde o início, evitando grandes prejuízos ao produtor.

Para o melhor desempenho do produto na lavoura, é necessário o posicionamento adequado da aplicação de Engeo Pleno S. Acompanhe a ilustração abaixo que mostra o melhor estágio da lavoura para a aplicação da solução:

percevejos-o-que-voce-precisa-saber-para-acabar-com-eles

Nunca foi sorte, sempre foi desempenho superior

A superioridade de Engeo Pleno S nas lavouras de soja pode ser comprovada através de testes de eficácia com diferentes metodologias que comparam os resultados obtidos com a solução da Syngenta e os resultados de produtos que estão no mercado. De acordo com a tabela, Engeo Pleno S atingiu uma performance superior em relação aos concorrentes, rendendo 5,4 sacas a mais por hectare.

percevejos-o-que-voce-precisa-saber-para-acabar-com-eles

Além disso, sojicultores também confirmam que a aplicação de Engeo Pleno S foi essencial para a produtividade da lavoura, com plantas mais saudáveis e rentáveis. É o caso do produtor Renato Schneider que, junto à família, administra lavouras de soja no Cerrado brasileiro e há anos obtém resultados satisfatórios com o uso de Engeo Pleno S. 

Não conte com a sorte para ter a melhor produtividade da lavoura, conte com Engeo Pleno S e o portfólio de produtos da Syngenta e tenha os melhores resultados em rentabilidade e uma lavoura sempre saudável.

A Syngenta está sempre conectada com o produtor dentro e fora do campo.

LEIA MAIS

NOTÍCIAS

Vários temas são fundamentais para a manutenção da produtividade agrícola. Entre eles, o manejo de pragas, doenças e daninhas e a eficiência de produtos. O Portal Syngenta prepara, constantemente, conteúdos jornalísticos realizados a partir de fontes de informação como engenheiros agrônomos e produtores rurais. Veja ao lado uma seleção dessas reportagens. Boa navegação!