Percevejo barriga-verde: tudo o que você precisa saber

Saiba mais sobre os danos causados por essa praga e aproveite o desconto especial em Engeo Pleno S que preparamos no app Acessa Agro

13/07/2020 11:49:38

Atualizado:

22/09/2020 14:51:13

O percevejo barriga-verde (Dichelops melacanthus) é uma praga comum em diversas culturas, com destaque para a de milho, e seu controle costuma ser um grande desafio para os agricultores. Sem o manejo adequado, podem atingir um alto potencial destrutivo, impactando a qualidade do grão e o rendimento da lavoura.

Os prejuízos causados pelos danos do percevejo barriga-verde podem chegar a até 60% da produção mas, há casos mais severos em que é necessário fazer o replantio da área.

Os danos dos ataques de percevejos barriga verde

Após plantio do milho, o percevejo barriga-verde ataca as plantas recém-emergidas na base do caule, responsável pelo crescimento e desenvolvimento da planta.

Ao perfurar a base para se alimentar, ele injeta toxinas nos tecidos da planta, que podem provocar alterações fisiológicas, como o surgimento de pontos escuros e lesões simétricas com as bordas amareladas.

O ataque da praga também pode dificultar a abertura do limbo foliar, fazendo com que as folhas fiquem enroladas, sintoma denominado “encharutamento”. Nos casos mais graves, pode causar a morte das plantas, que começa com o murchamento das folhas centrais até o secamento total.

Ciclo do percevejo barriga-verde

Quando um ovo é depositado, ele demora cerca de 27 dias para se tornar um percevejo adulto. O ciclo de vida dos adultos, por sua vez, dura em média 42 dias. Levando em conta que cada fêmea pode depositar até 13 ovos, se uma plantação com apenas 10 percevejos não passar pelo manejo adequado, em 30 dias podem surgir 130 insetos e, em três meses, esse número pode aumentar para quase 22 mil insetos na lavoura.

Dessa forma, é importante entender o momento certo para iniciar o manejo do percevejo barriga-verde e como realizá-lo corretamente. Uma das grandes dificuldades é identificá-lo no início da infestação. Na maioria dos casos, quando é notado, os danos já são irreversíveis.

Controle do percevejo barriga-verde no milho

O controle aos percevejos no milho começa com a aplicação de inseticidas na lavoura da soja. Além disso, também é importante eliminar as daninhas que podem servir de abrigo e observar a quantidade destas pragas na palhada.

Depois da colheita, o preparo do solo também possui grande importância, a fim de identificar e eliminar a praga que pode estar escondida e acabar com os lugares usados por ela para se abrigar.

A partir da emergência do milho, é necessário realizar o monitoramento constante na lavoura, dando ainda mais atenção durante o período de enchimento de grãos.

A pulverização do inseticida Engeo Pleno S é uma forma eficaz de garantir o crescimento saudável da planta e evitar os prejuízos causados pelo percevejo barriga-verde. O defensivo oferece um controle eficaz das pragas sugadoras e possui um poderoso efeito de choque aliado ao mais longo efeito residual do mercado.

LEIA MAIS

NOTÍCIAS

Vários temas são fundamentais para a manutenção da produtividade agrícola. Entre eles, o manejo de pragas, doenças e daninhas e a eficiência de produtos. O Portal Syngenta prepara, constantemente, conteúdos jornalísticos realizados a partir de fontes de informação como engenheiros agrônomos e produtores rurais. Veja ao lado uma seleção dessas reportagens. Boa navegação!