Os principais aprendizados da safra de soja 2019/20

Além de doenças e pragas, produtor rural lidou com instabilidades no mercado e problemas climáticos no início da safra

23/04/2020 11:38:25

Plantação de soja

A safra 2019/20 de soja está chegando ao fim e o produtor rural precisou ser resiliente e destemido. Além das pragas, doenças e clima, nesta temporada foi preciso lidar com instabilidades do mercado. O resultado? Agricultores mais conscientes das necessidades do mercado e das condições de suas lavouras.

A soja é considerada a mais importante cultura agrícola do Brasil. Além de abastecer o mercado interno com óleo para consumo alimentar e para produção de biodiesel e com farelo para produção de ração de suínos e aves, a oleaginosa contribui fortemente para a geração de divisas via exportação.

Mais de 243 mil produtores vivem da cultura da soja no país, gerando cerca de 1,4 milhões de empregos diretos e outros milhões de forma indireta e induzida.

Levantamento da consultoria Datagro apontou que, no início da segunda quinzena de abril, cerca de 92% da área cultivada para a safra 2019/20 já havia sido colhida. Em estados como Mato Grosso, Goiás e Mato Grosso do Sul, a colheita do grão já foi concluída, estando concentrada em pontos de cultivo onde produtores plantam a soja mais tarde, como Rio Grande do Sul e a região do Matopiba.

Soja: esforços revertidos em resultados positivos

O Brasil deve fechar a safra de 2019/20 com uma produção de aproximadamente 122,1 milhões de toneladas, segundo estimativas do Conab (Companhia Nacional de Abastecimento). Embora por aqui os resultados sejam positivos, com recorde em relação à temporada passada, a produção mundial deve ficar aquém do registrado em 2018/19.

Pesquisas apontam que devem ser produzidas 337,7 milhões de toneladas da oleaginosa em todo o mundo, quantidade 5,7% menor que a registrada na safra precedente.

O resultado é justificado pela redução do plantio nos Estados Unidos e Argentina, países que, junto do Brasil, estão no ranking dos maiores produtores de soja.

É preciso destacar também que o Brasil, além do seu bom desempenho na produção, é também o maior exportador do grão, sendo responsável por aproximadamente metade de toda soja transacionada no mundo.

Em relação às exportações, a expectativa é que o Brasil registre aumento de aproximadamente 1,4% nos números, o que representa cerca de 76 milhões de toneladas de grãos encaminhados pra outros países, em especial a China, que segue sendo a principal compradora da soja brasileira.

Além do grão da soja, é importante destacar também o consumo de seus derivados, como o farelo para ração animal e óleo para fins comestíveis e energéticos para biodiesel, produtos que ajudam a sustentar a rentabilidade da oleaginosa.

Safra de soja 2019/20: desafiadora

Por trás dos bons resultados já registrados na safra de 2019/20 de soja estão os desafios enfrentados pelo produtor rural.

No início da safra, foi preciso lidar com instabilidades climáticas, o que comprometeu a semeadura em alguns estados por conta do atraso das chuvas.

Além do clima, questões fisiológicas levaram ao aparecimento de doenças que podem causar grandes prejuízos na lavoura, em especial quando não identificadas no início, como cercospora, ferrugem asiática, mancha-alvo e antracnose.

O ataque de pragas – entre elas percevejo-marrom e helicoverpa – também desafiaram os produtores em algumas regiões do Brasil.

Diante desses desafios, reforçou-se a importância de investir em tratamento de semente, considerado uma das medidas fitossanitárias mais eficientes nas lavouras de soja, que potencializa a genética e protege as sementes e plântulas do ataque de pragas iniciais.

Uma pesquisa recente realizada pela Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) apontou que investir em sementes de soja tratadas é uma prática não só importante por conta da produtividade, mas também por ser rentável.

O produtor rural também percebeu que investir em herbicidas, inseticidas e fungicidas contribui para maior proteção da lavoura.

Acompanhando os resultados da colheita da soja e ciente de seu papel em contribuir para a segurança alimentar mundial, a Syngenta segue apoiando o produtor rural nos diferentes momentos de sua lavoura.

Além de incentivar o manejo consciente, a Syngenta conta com uma série de soluções para apoiar o produtor para que aumente a produtividade e rentabilidade de sua lavoura, auxiliando na produção mais eficiente e sustentável.

Essas e outras ações reforçam o protagonismo da empresa no mercado em que atua e reforçam o compromisso da Syngenta em se manter conectada ao produtor dentro e fora de campo.

LEIA MAIS

NOTÍCIAS

Vários temas são fundamentais para a manutenção da produtividade agrícola. Entre eles, o manejo de pragas, doenças e daninhas e a eficiência de produtos. O Portal Syngenta prepara, constantemente, conteúdos jornalísticos realizados a partir de fontes de informação como engenheiros agrônomos e produtores rurais. Veja ao lado uma seleção dessas reportagens. Boa navegação!