.

Com apenas 8% da soja em fase de maturação, Cambé-PR se prepara para a BelaSafra

O evento técnico é especializado em testar novos produtos para acelerar a produtividade no campo

28/01/2020 19:29:23

Atualizado:

28/01/2020 20:28:21

O Paraná sofreu com o atraso no plantio de soja por causa do clima seco e temperaturas altas nos meses de setembro e outubro do ano passado.  Essas condições climáticas não só atrasaram a semeadura das lavouras, como também exigiu o replantio em diversas áreas produtoras de soja do estado. Por isso, de acordo com o relatório do  Deral - Departamento de Economia Rural do Estado -  no momento 64% da plantação de soja está na fase de frutificação e 8% em maturação.

Na safra de soja do ano passado, nesse período, a fase de maturação abrangia uma área maior das lavouras, em torno de 15%.

 Apesar disso, agora o clima está ajudando e muito! Segundo o relatório do Deral em 89% das áreas produtoras de soja no Estado as condições de chuva e luminosidade são boas e o cultivo se desenvolve bem. 

Em Cambé, município no norte do Paraná, importante produtor do grão, com cerca de 37,2 mil hectares plantados de soja, a expectativa de produtividade é de 3.600 quilos por hectare, ou seja, cerca de 60 sacas por hectare. 

Acima da média nacional, estimada em 3.322 quilos por hectare, algo em torno de 53 sacas de soja.

 O acompanhamento, feito diariamente pelos produtores, aponta que nesta safra ainda não foi observada a presença do percevejo marrom, inseto que costuma atacar bastante nesta fase do cultivo. 

Em alerta ao registro da presença de esporo da ferrugem asiática, os produtores estão aplicando de forma preventiva fungicidas como barreira de proteção.

A realização da BelaSafra vem de encontro com essa situação em que o produtor de soja da região está vivendo no campo. A safra de soja parece sob controle e com bom andamento, mas ainda é cedo para “gritar gol”! 

Nesta décima nona edição, a BelaSafra vai promover uma imersão para o produtor entender os detalhes das novas tecnologias que poderão ser adotadas nos próximos anos e que o ajudarão a ter mais tranquilidade na condução da lavoura. 

A BelaSafra estará instalada em uma área de 17 hectares, sendo 11 hectares destinados para área de experimentos.

Syngenta na BelaSafra

Com um portfólio robusto e sempre na vanguarda das necessidades do produtor, a Syngenta estará presente na BelaSafra mostrando ao produtor rural do Paraná as principais tecnologias desenvolvidas para o controle não só da ferrugem asiática, mas também de outras doenças, pragas e ervas daninhas, além do portfólio de sementes de soja e milho. 

O estande da Syngenta contará com campos demonstrativos onde o produtor poderá ver de perto o desempenho das novas tecnologias, que aliam praticidade de aplicação, doses direcionadas alinhadas com a sustentabilidade do plantio e meio ambiente, resultados de controle e ganhos de produtividade da planta. 

A Syngenta é hoje líder mundial em defensivos agrícolas e tem larga experiência que a conecta aos anseios do produtor de soja. 

Nosso time de técnicos e especialistas trabalham continuamente para ajudar o agricultor a ter cada vez mais sucesso no desempenho do controle das pragas e doenças, com baixo impacto ambiental e menor custo de produção.

A BelaSafra será realizada em Cambé, no Paraná, de 28 a 31 de janeiro. Produtor rural, não perca esta oportunidade e faça seu cadastro para participar do evento. 

 

LEIA MAIS

NOTÍCIAS

Vários temas são fundamentais para a manutenção da produtividade agrícola. Entre eles, o manejo de pragas, doenças e daninhas e a eficiência de produtos. O Portal Syngenta prepara, constantemente, conteúdos jornalísticos realizados a partir de fontes de informação como engenheiros agrônomos e produtores rurais. Veja ao lado uma seleção dessas reportagens. Boa navegação!