A importância da prevenção inicial contra doenças na soja

Investir em tecnologias que protejam a lavoura desde o início contribui para maior produtividade da lavoura

22/05/2020 00:06:05

Atualizado:

22/05/2020 00:24:12

Soja: investir em tecnologias que protejam a lavoura desde o início contribui para maior produtividade

A garantia de uma boa colheita de soja depende de muito planejamento e cuidado redobrado com o manejo das doenças, que podem desde o início do desenvolvimento da lavoura.

Cada vez mais, doenças como o crestamento foliar, causado pelo fungo Cercospora kikuchii, e a temida ferrugem asiática (Phakopsora pachyrhizi), assombram os produtores.

Essas doenças, assim como outras que atingem a soja, se propagam pelo ar. Além disso, alguns fungos podem permanecer na palhada de uma safra para a outra, atingindo a planta já nos primeiros dias do seu desenvolvimento.

Embora os danos desses fungos apareçam somente quando a soja já está mais desenvolvida, o acompanhamento seguido do manejo consciente na lavoura deve começar já nos primeiros dias após a emergência.

Para isso, é preciso um olhar clínico, aliado a conhecimento técnico e, claro, o uso das soluções mais adequadas para o combate e controle.

Crestamento foliar

Causado pelo fungo Cercospora kikuchii, o crestamento foliar é uma doença de final do ciclo que ataca as folhas e, dependendo de sua intensidade, atinge também os grãos,  causando a mancha-púrpura, nome em referência à coloração que adquirem após a infecção.

Mais comum em lavouras de soja localizadas em regiões quentes e chuvosas, a doença é de difícil percepção e tem entre suas características:

  • Pontuações escuras nas folhas, que causam grandes manchas com bordas difusas;
  •  Queda prematura das folhas;
  • Pontos castanho-avermelhados nas vagens e
  • Manchas vermelhas nas hastes.

Ferrugem Asiática

No caso da ferrugem asiática, a doença foi diagnosticada no Brasil pela 1ª vez em 2001 e se espalhou rapidamente.

Também comum no estádio final da lavoura, o desenvolvimento dessa doença depende da disponibilidade de água livre na superfície da folha. Além disso, temperaturas entre 15°C e 28°C são consideradas favoráveis para a infecção.

Com o ataque do fungo, os pés de soja perdem as folhas precocemente, comprometendo a formação completa dos grãos.

Entre os sintomas da ferrugem asiática estão:

  • Aparecimento de pequenos pontos escuros no tecido foliar superior;
  • Formação de urédias na parte inferior da folha e
  • Desfolha precoce.

Elatus: antes de tudo, a melhor opção sempre

O monitoramento periódico da lavoura é uma prática extremamente importante para o controle das doenças do complexo da soja.

Essa técnica ajuda na identificação da infestação logo no início, possibilitando a adoção imediata de estratégias de combate para reduzir as perdas.

Além de incentivar o manejo consciente, a Syngenta oferece soluções eficientes para combater as doenças da soja, como o Elatus™, fungicida indicado para as aplicações iniciais, fornecendo a “primeira dose” de prevenção para a lavoura.

O produto pode ser utilizado acompanhado de Cypress ou algum Bravonil, o que, além de potencializar seu efeito, contribui para a preservação da efetividade da molécula.

Com o uso de Elatus no pré-fechamento das entrelinhas, a lavoura fica protegida contra as principais doenças. Altamente seletivo, o fungicida controla todo o espectro de doenças da soja.

Sua formulação possui o grupo químico mais moderno e eficiente no manejo de doenças – as carboxamidas – cujo modo de ação preventivo mantém a quantidade de inóculos baixa, favorecendo a sanidade da planta.

A Syngenta conta com uma série de soluções para apoiar o produtor para que aumente a produtividade e rentabilidade de sua lavoura. Para saber mais, acesse o portal e confira nosso portfólio completo para o controle da sua lavoura.

Syngenta e você: conectados dentro e fora do campo.

LEIA MAIS

NOTÍCIAS

Vários temas são fundamentais para a manutenção da produtividade agrícola. Entre eles, o manejo de pragas, doenças e daninhas e a eficiência de produtos. O Portal Syngenta prepara, constantemente, conteúdos jornalísticos realizados a partir de fontes de informação como engenheiros agrônomos e produtores rurais. Veja ao lado uma seleção dessas reportagens. Boa navegação!