CONHEÇA MAIS AS

PRAGAS AÉREAS

As pragas aéreas do cafeeiro provocam danos nas folhas e nos frutos. Nas duas situações, o efeito é perda de produtividade e de rentabilidade. Bicho-mineiro, broca-do-café e ácaro-vermelho estão entre as principais pragas que afetam a parte aérea do café. Para o manejo adequado desses alvos, a Syngenta desenvolveu a estratégia Café Forte Xtra, que inclui produtos e soluções.

Cochonilha-das-rosetas

O ataque, em altas infestações, pode causar prejuízos acima de 50% na produção. É importante monitorar a praga e mapeá-la na lavoura.

Ácaro-vermelho

Praga, geralmente, de períodos secos e de estiagens prolongadas em épocas chuvosas. Controle químico com inseticidas-acaricidas.

Bicho-mineiro

Principal praga do cafeeiro, pode reduzir a produtividade em até 72%. O controle é preventivo, por meio de inseticida e fungicida sistêmicos.

Broca-do-café

O inseto perfura os frutos do cafeeiro. Provoca perda em peso de café beneficiado, queda de frutos brocados e depreciação do café broqueado.

Ácaro da mancha-anular

Também chamado de ácaro-da-leprose, provoca queda das folhas do cafeeiro, queda precoce de frutos e perda de qualidade dos grãos.

CONHEÇA MAIS AS

PRAGAS DE SOLO

A sanidade do cafeeiro também pode ser impactada pelas pragas de solo. Esta categoria inclui cigarras de várias espécies, cochonilha-da-raiz e mosca-da-raiz, insetos que enfraquecem as plantas quando sugam a seiva nas raízes. Além disso, ao perfurar as raízes, essas pragas permitem a entrada de fungos e bactérias, condição que provoca o definhamento das plantas e a diminuição de sua longevidade.

Cochonilha-da-raiz

Praga sugadora de seiva que pode destruir as raízes de cafeeiros novos. É controlada por meio da aplicação de inseticidas sistêmicos.

Mosca-da-raiz

Praga ainda pouco estudada. As larvas atacam as raízes do cafeeiro nas proximidades do tronco. Provocam o definhamento do cafeeiro.

Cigarras-do-cafeeiro

As larvas dessa cigarra sugam as raízes do cafeeiro. O controle químico da praga é realizado por meio da aplicação de inseticidas sistêmicos.

CONHEÇA MAIS AS

OUTRAS PRAGAS

Insetos como lagarta-da-roseta e lagartas desfolhadoras fazem parte de mais um grupo de pragas que comprometem a sanidade do cafeeiro e, portanto, a lucratividade do agricultor. Os ataques desses alvos provocam a queda precoce dos frutos e cortes nas folhas. Para o manejo adequado desses alvos, a Syngenta desenvolveu o programa Café Forte Xtra, estratégia que inclui produtos e soluções adequados.

Lagarta-da-roseta

Lagarta capaz de diminuir o número de sementes por roseta. Fica protegida por um tipo de teia no cafeeiro e dificulta a penetração de inseticidas.

Lagarta-desfolhadora

A lagarta-dos-cafezais é a mais conhecida entre as que consomem as folhas e provocam diminuição da área ativa de fotossíntese do cafeeiro.

CONHEÇA MAIS

PRODUTOS

A Syngenta conta com um amplo portfólio de proteção de cultivos que permite que o agricultor execute adequadamente o manejo estratégico de alvos (pragas, doenças e plantas daninhas). São fungicidas, inseticidas e herbicidas desenvolvidos com o propósito de promover o potencial máximo de produtividade de culturas como soja, milho, café, algodão, trigo e cana-de-açúcar. Conheça mais.